domingo, outubro 02, 2011

Vacinação contra a gripe com a vacina trivalente na época 2011/2012

Saiu a semana passada as Orientações para a Vacinação contra a gripe com a vacina trivalente na época 2011/2012( fonte DGS).

Os grupos‐alvo prioritários para vacinação, são:
-Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
-Doentes crónicos e imunodeprimidos, com mais de 6 meses de idade;
-Grávidas com tempo de gestação superior a 12 semanas;
-Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (lares de idosos, designadamente).


A vacina deve ser administrada, preferencialmente, em Outubro, podendo, contudo, ser administrada durante todo o Outono/Inverno.

A vacinação com a vacina trivalente contra a gripe é independente da vacinação anterior com a vacina monovalente contra a gripe A(H1N1).

As pessoas com imunodepressão, que nunca tenham sido vacinadas com a vacina monovalente contra a gripe A(H1N1) nem tenham tido infecção confirmada laboratorialmente, devem vacinar‐se com uma dose de vacina monovalente A(H1N1), seguida, com intervalo mínimo de 4 semanas, de uma dose da vacina trivalente.

Às crianças até aos 8 anos de idade (inclusive) que não tenham sido previamente vacinadas com a vacina trivalente, deve ser administrada uma 2ª dose, após, pelo menos, 4 semanas.

A vacinação dos profissionais de cuja actividade resulte um risco acrescido de contrair e/ou transmitir gripe deve seguir os critérios definidos pelos respectivos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

Este ano existem critérios de vacinação gratuita - consulte o site da DGS ou a sua equipa de saúde para saber se estará abrangido/a.

Existem no mercado inúmeras vacinas ( este ano foram modificadas algumas e surgiram outras novas) para dar cobertura quer ao vírus que causa a gripe sazonal quer o vírus H1N1.
Deverá informar-se de qual a mais indicada para si junto da sua equipa de saúde, solicitando a respectiva prescrição/receita médica.

A vacinação é resposabilidade da sua equipa de saúde pelo que deverá ser vacinado pelo/a enfermeiro/a de família. Não facilite e dirija-se á sua Unidade de Saúde para ser vacinado.

terça-feira, agosto 10, 2010

Pandemia da Gripe A (H1N1) - Período pós-pandémico


A Directora-Geral da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, por sugestão do Comité de Emergência, declarou hoje o fim do período pandémico da gripe A(H1N1).
A OMS prevê que aquele vírus possa assumir um comportamento sazonal, isto é, próprio das semanas frias do ano, pelo que aconselha vigilância e a adopção de adequadas estratégias de vacinação durante o período pós-pandémico agora declarado, sobretudo no que se refere aos grupos de risco.

retirado do site da DGS

Ainda não podemos estar descansados, mas é uma notícia tranquilizadora. No entanto as medidas de higiene instituidas durante a pandemia devem ser sempre mantidas...a gripe sazonal aproxima-se e tudo aponta para que o vírus mais frequente seja o H1N1. As vacinas da gripe 2010/2011 já virão preparadas para fazer face a este vírus. De relembrar que apesar de em Setembro já se encontrarem comercializadas, só devemos vacinar, segundo a DGS, a partir de Outubro. Uma outra recomendação: a vacinação deverá ser realizada nos Centros de Saúde e pelos enfermeiros.

quinta-feira, julho 08, 2010


Ola a todos!!! Este concurso parece genial...toca a participar
vao a http://www.yourtaste.is/ e ganhem bons premios

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Greve dos enfermeiros

Estivemos em greve no final do mes de Janeiro...as reinvidicações são justas.
Podem ver video em:

http://www.tvenfermagem.com/tve1/

quarta-feira, outubro 21, 2009

Pigarrear prejudica a saúde vocal!

Evite esse hábito, ou a sua voz ficará comprometida....


Comummente designado por “arranhar a garganta”, o pigarreio consiste num encerramento abrupto das pregas vocais, provocando atrito que pode resultar em irritação e descamação do tecido. Assim, este hábito pode contribuir para o aparecimento de alterações nas pregas vocais e “estragar” a voz.

Quando o individuo pigarreia, as pregas vocais reagem ao atrito causando um aumento da produção de muco protegendo-se contra o impacto, tornando-se desta forma, um ciclo vicioso pois o indivíduo na tentativa de tirar o muco, pigarreia novamente.

O pigarro pode ser sinal de hidratação insuficiente ou pode ser alguma alteração por refluxo gastresofágico.

A humidade insuficiente do ar pode fazer com que o tecido membranoso das pregas vocais fique avermelhado e edemaciado, produzindo sintomas como sensação de secura do nariz, boca e garganta, pigarreio e tosse constante.
É aconselhado que se evitem ambientes de ar-condicionado. Caso não possa evitar a permanência neste locais, os aparelhos devem ser regulados e os filtros limpos periodicamente, e a ingestão de água à temperatura ambiente deve ser aumentada.

É necessário que haja uma consciencialização para a eliminação desse mesmo hábito, podendo passar por:
· ingestão de água com maior frequência (à temperatura ambiente);
· inspirar profundamente pelo nariz e deglutir logo a seguir;
· inalação com vapor de água para fluidificar as secreções;

Procure um médico gastro ou otorrino para fazer uma avaliação do pigarro.

terça-feira, agosto 25, 2009

A gripe e o regresso das férias

A época que se avizinha traz um prenuncio sombrio.
Estamos em época mais fria, mais húmida o que significa ser mais propicia á propagação de gripes.
Mas, a acrescentar a isto temos o regresso de centenas de pessoas, que circularam dentro do país e estrangeiro sendo o contacto com o virus da gripe A mais provavel.
O momento não poderia ser o pior... com o regresso as creches/infantários, ás aulas e ao trabalho ( implicando o uso de transportes publicos em muitas das situações) propiciando um contacto /contagio mais facilitado.
As recomendações, agora mais que nunca deverão estar presentes para que não sejamos apanhados nesta onda da gripe A.
A vacina ainda não está comercializada, mas espera-se que antes da gripe sazonal os grupos de risco estejam a a ser vacinados.

A consulta do site da DGS para informações é necessária - a cada dia saem novos dados e novas recomendçaões, quer para utentes quer para profissionais.

quinta-feira, julho 30, 2009

Adorei esta opinião...


Tenham medo, muito medo
O cenário é apocalíptico, verdadeiro "Mad Max" sanitário: ruas desertas, escolas, fábricas, restaurantes, centros comerciais fechados, os próprios pilares da portugalidade, igrejas, estádios, casas de fado, fechados; e as famílias fechadas em casa (persianas corridas, janelas fechadas, portas fechadas, casota do cão fechada) com as câmaras de segurança direccionadas, já não para os bairros periféricos, mas para partículas em suspensão e vizinhos, a suspeita corroendo os valores mais sólidos do matrimónio, filhos, criadas, maçanetas das portas. A crer em jornais e TV (e na Roche, e na Gilead), o H1N1 propaga-se mais depressa que o comunismo; pior: os comunistas só comiam criancinhas, o H1N1 come a família toda. 127 mortos nos Estados Unidos, 21 no Canadá, 7 na Austrália, 29 no Reino Unido, 3 em Espanha… Segundo o último relatório da OMS, já há 311 mortos em todo o mundo, principalmente no mundo ocidental. Face a números tão aterradores, o que são 6 milhões de crianças morrendo anualmente devido a fome e subnutrição e 10 milhões devido a doenças que podiam ser evitadas com uma simples vacina?


Manuel António Pina
JN 21-07-09

quarta-feira, julho 22, 2009

como parar a Gripe A H1N1

1. Mantenha-se correctamente informado:
A actualização da informação sobre a Gripe A está disponível na Internet através das páginas web da Organização Mundial de Saúde ou da página da Direcção Geral da Saúde.

2. Evite a transmissão do vírus:
ponha em prática e ensine às crianças as medidas de prevenção e controlo das infecções respiratórias :
• Lave frequentemente as mãos com água e sabonete líquido (em alternativa, use um desinfectante à base de álcool). A correcta higienização das mãos é uma das medida mais importantes para reduzir o risco de transmissão de uma infecção de uma pessoa para outra.
Aprenda a técnica correcta.
• Evite o contacto próximo com pessoas com gripe
• Se estiver com gripe, mantenha-se em casa e afastado dos familiares.
• Cubra o nariz e a boca quando tossir ou espirrar, de preferência com um lenço de papel de uso único (descartável); no caso de não ter lenço tussa ou espirre para o cotovelo e não para a mão.
• Deite ao lixo os lenços imediatamente depois de utilizados e, de seguida,
• Faça uma correcta higienização das instalações, recorrendo a sabões e desinfectantes habituais e fazendo uma ventilação adequada.

3. Ajude a monitorizar a gripe aderindo ao sistema on-line disponível em : http://www.gripenet.pt/

4. Siga os conselhos das autoridades de saúde pública:
siga as instruções relativas às medidas de saúde pública como o encerramento de instituições, distanciamento social e no caso de estar com sintomas de gripe (Febre (>38ºC) e um dos seguintes sintomas: sintomas respiratórios como tosse ou nariz entupido; dor de garganta; dores corporais ou musculares generalizadas; arrepios; dor de cabeça; fadiga; vómitos ou diarreia) contacte a linha de saúde 24 (808 24 24 24).

5. Se viajar:
consulte as recomendações para viajantes (do Ministério da Saúde e Direcção Geral da Saúde ou da Organização Mundial de Saúde)

6. Prepare-se com a sua família para eventuais emergências:
Isso pode passar por ter a informação de saúde da família actualizada e algum armazenamento de bens essenciais como alimentos e medicamentos. Prepare-se com a sua família.

7. Voluntarie-se para ajudar:
na assistência aos doentes ou suas famílias, se tal apelo for feito na sua comunidade

8. Se pertence a um grupo de risco, tome a vacina.

terça-feira, julho 14, 2009

Gripe A - um risco para a nossa saúde?

A escala numérica 1-6 da OMS, é uma representação das fases por que um vírus pode passar evolutivamente, desde vírus exclusivamente "animal", possível contagio animal-humano, contagio humano-humano, e contagio humano-humano generalizado.

Ou seja não é uma escala da gravidade ou virulência do vírus, é sim uma medida da sua evolução e contagio.


Um termo bastante usado é Morbilidade. A morbilidade reflecte o numero de casos infectados por cada X habitantes num determinado local e momento, e mede a taxa de infecção.

Mas o facto de existir uma pandemia, ou seja algo com uma morbilidade enorme, e com um nível de OMS 6, significa APENAS que é algo muito contagioso de homem para homem, que já está espalhado por um grande número de pessoas e que se poderá espalhar ainda mais, mas NADA tem a ver com a sua mortalidade..


O outro termo que falta referir é a MORTALIDADE que mede a percentagem de mortes ocorridas pelo agente infeccioso. Este sim um parâmetro de que mede a morte.


Assim a gripe A foi classificada como:
  • MORBILIDADE: tem um potencial de morbilidade bastante grande;
  • MORTALIDADE: de 1 a 4% - é EXTREMAMENTE BAIXA quando comparada com outros agentes biológicos bem mais poderosos.


Evidentemente que uma doença como a gripe A, mesmo com a sua baixa taxa de mortalidade, se considerarmos níveis de população pandémicos, poderá reflectir muitas mortes, mas face á população geral seria sempre uma pequena percentagem. Nada comparado com outros agentes de que ninguém fala.

Mas atenção: a doença pode ser grave em determinados pacientes, como crianças, portadores de imunossupressão, doenças cardíacas, renais, diabetes, asma, anemia falciforme ou doenças neurológicas crónicas.

Cautela sim, mas nada de alarmismos.


Contágio
O período de contágio compreende um dia antes do aparecimento dos sintomas até sete dias após.

Quadro clínico
É semelhante ao da gripe, devendo o paciente, para ser considerado suspeito, se apresentar pelo menos dois dos seguintes sintomas:

- Febre;
- Tosse;
- Dor de garganta;
- Rinorréia ou congestão nasal.

Outros sintomas:
- Dor no corpo;
- Astenia;
- Calafrios;
- Cefaleia;
- Diarreia e vómitos.

Crianças podem apresentar um quadro grave com taquipnéia, apnéia, dispnéia, cianose, desidratação, alteração do estado mental e irritabilidade extrema.

A duração da doença é em torno de quatro a seis dias.

domingo, julho 05, 2009

Gripe A - O que podem as empresas fazer para se prepararem?

A Ministra da Saúde alertou para a necessidade de as empresas accionarem os seus planos de contingência para fazer face à pandemia, já que o país não pode parar.

Algumas das maiores empresas portuguesas já têm estes planos desde que se falava numa eventual pandemia da gripe das aves e garantem estar preparadas para enfrentar a situação.

Numa atitude responsável, as empresas têm planos de contingência para actuar face às diversas situações - problemas de energia, greves, problemas com sistemas informáticos, catástrofes naturais, etc. - a nível local ou regional.


Um planeamento antecipado e o desenvolvimento de um plano para a pandemia de gripe constituem uma medida importante. Este plano deverá incluir a identificação das funções críticas da empresa, as possibilidades de trabalhar a partir de casa, uma maior atenção às questões de higiene, máscaras faciais, etc., a fim de minimizar o impacto de uma pandemia.


O plano deve igualmente identificar o acesso a uma terapêutica adequada para intervenção médica, incluindo antivirais, nos termos da legislação e regulamentos locais. As empresas poderão ainda necessitar de aconselhamento médico sobre o fornecimento de antivirais às famílias dos seus colaboradores.

As pandemias de gripe são eventos raros, mas recorrentes. Ocorrem normalmente com intervalos de 10 a 40 anos. O exemplo mais conhecido é a pandemia de 'gripe espanhola' de 1918, que se estima que tenha causado a morte a 30 a 50 milhões de pessoas em todo o mundo.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pandemia de gripe ocorre quando aparece uma nova estirpe do vírus influenza A contra a qual a população humana não tem imunidade. Em todo o mundo, ocorrem surtos sucessivos que podem dar origem a números elevados de mortes e casos de doença, causando uma perturbação generalizada da estrutura social.

Segundo a Direcção Geral de Saúde:

"A OMS recomenda que os países e as empresas se preparem para uma possível pandemia de gripe, pois, apesar de não se poder prever quando vai ser o seu início, existe actualmente esse risco.

Em situação de pandemia de gripe, as empresas têm um papel fulcral a desempenhar na protecção da saúde e segurança dos seus empregados, colaboradores e clientes, assim como na limitação do impacte negativo sobre a economia e a sociedade. Deste modo, as empresas deverão ter Planos de Contingência que contemplem a redução dos riscos para a saúde dos trabalhadores e a continuidade das actividades essenciais, de forma a minimizar o impacte de qualquer disrupção e a assegurar o funcionamento da sociedade."



Lista de verificação de preparação para uma pandemia

· Tem acesso a informações fiáveis sobre a gripe pandémica?

· Dispõe de um plano de continuidade de negócio em caso de pandemia?

· O seu plano inclui uma reserva de antivirais?

· Delineou uma estratégia de comunicação para os seus colaboradores?

· Os seus fornecedores e outros parceiros de negócio estão preparados?

· Teve em conta uma reserva de antivirais para familiares que possam contrair a gripe?

mais info no Site do Ministério da Saúde

em caso de qualquer dúvidas ligue para a linha Saúde 24: 808 24 24 24

gripe A - Recomendações aos viajantes

No contexto do actual alerta pandémico relacionado com a gripe A(H1N1) e de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde e do ECDC (European Centre for Disease Prevention and Control), não há restrições oficiais relativamente a deslocações, no entanto, devem ter-se alguns cuidados:

Antes de viajar

Se tiver alguma doença crónica, consulte o seu médico.

Durante a viagem e estadia


Adopte as seguintes medidas de prevenção da doença:

  • Evite o contacto com pessoas doentes;
  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão ou toalhetes com solução de álcool;
  • Evite tocar com as mãos nos olhos, nariz e boca;
  • Cubra a boca e nariz quando espirrar ou tossir, usando lenço de papel, sempre que possível, e deitando-o no lixo de seguida;
  • Limpe as superfícies sujeitas a contacto manual (como maçanetas das portas e corrimãos), com um produto de limpeza comum.

A observação destas indicações é igualmente importante em crianças.

Se ficar doente permaneça no hotel ou em casa e consulte o médico, se necessário.

A utilização de inibidores da neuraminidase (Tamiflu®, Relenza®) é uma decisão médica, baseada na avaliação do risco individual.
A vacina sazonal da gripe não protege contra a nova estirpe do vírus A(H1N1).

Segundo a directora-geral da Organização Mundial de Saúde, Margaret Chan, e representantes da Agência Europeia do Medicamento (EMEA) não haverá vacina contra a gripe A (H1N1) na União Europeia pelo menos até Dezembro.

Depois de regressar

Se apresentar sintomas de gripe (febre alta de início súbito e tosse, dor de garganta, dores musculares, dores de cabeça, dificuldade respiratória ou diarreia), dentro dos 7 dias após o regresso, ou se tiver tido contacto próximo com pessoas apresentando sintomas de gripe, deve permanecer em casa, ligar para Linha Saúde 24: 808 24 24 24 e seguir as instruções que lhes forem dadas.

Em qualquer situação, SE APRESENTAR SINTOMAS DE GRIPE NÃO VÁ A HOSPITAIS OU CENTROS DE SAÚDE! FIQUEM EM CASA E LIGUE A LINHA DE SAÚDE 24.


Alguns dados sobre a doença:

O modo de transmissão do novo vírus da Gripe A(H1N1)v é idêntico ao da gripe sazonal. O vírus transmite-se de pessoa para pessoa através de gotículas libertadas quando uma pessoa fala, tosse ou espirra. Os contactos mais próximos (a menos de 1 metro) com uma pessoa infectada podem representar, por isso, uma situação de risco. O contágio pode também verificar-se indirectamente quando há contacto com gotículas ou outras secreções do nariz e da garganta de uma pessoa infectada - por exemplo, através do contacto com maçanetas das portas, superfícies de utilização pública, etc. Os estudos demonstram que o vírus da gripe pode sobreviver durante várias horas nas superfícies e, por isso, é importante mantê-las limpas, utilizando os produtos domésticos habituais de limpeza e desinfecção.

O período de incubação da Gripe A(H1N1)v, ou seja, o tempo que decorre entre o momento em que uma pessoa é infectada e o aparecimento dos primeiros sintomas, pode variar entre 1 e 7 dias.

domingo, abril 26, 2009

Preocupado com a gripe A (H1N1)?



Apesar de já ter chegado à Europa, incluíndo Portugal, trata-se de um vírus ao qual o nosso sistema imunológico é capaz de resistir - H1N1. Além disso, chegou à Europa na fase de menor risco, uma vez que estamos no fim da época de gripes e perto do calor do Verão, altura em que os vírus da gripe se tornam praticamente adormecidos.

Assim, devemos estar atentos, mas sem deixar que o medo a mais esta gripe tome conta de nós
.

Há uma maneira bem fácil de se proteger contra a infecção, especialistas médicos concordam: lavar as mãos.



Autoridades médicas de todo o mundo estão preocupadas com este surto de uma nova gripe que já matou dezenas de pessoas no México, com outras mil apresentando possíveis sintomas da doença e que já infectou centenas de pessoas em todo o mundo: Estados Unidos, Canadá, Europa, Austrália, Ásia....

Pouco se pode fazer para prevenir uma pandemia da gripe, especialistas médicos alertam, mas eles dizem que medidas de senso comum podem ajudar indivíduos a se protegerem.

A medida número um é lavar as mãos, eles dizem - uma maneira surpreendentemente eficaz para prevenir todos os tipos de doenças, incluindo a gripe comum e a nova e misteriosa gripe suína.

"Proteja a sua tosse ou o seu espirro, lave suas mãos frequentemente", aconselhou Richard Besser, diretor do CDC.

O vírus da gripe pode espalhar-se pela tosses e espirros, mas evidências crescentes mostram que pequenas partículas do vírus podem resistir em mesas, telefones e outras áreas e serem transferidas pelos dedos quando levados à boca, nariz ou olhos.




Álcool em gel e sabonetes em espuma são eficazes na destruição de vírus e bactérias.

Qualquer um com os sintomas semelhantes ao da gripe suína, como febre repentina, tosse ou dores musculares, deve evitar o trabalho ou o transporte público e deve realizar exames médicos.




FIQUE EM CASA

"Se você tiver a gripe, então não deve andar em autocarros, comboios ou avião e viajar", disse Besser a repórteres por teleconferência.

"Distanciamento social" é outra táctica. Significa ficar longe de outras pessoas que possam estar infectadas e inclui evitar grandes aglomerações, trabalhar e até repousar em casa se a infecção se espalhar pela comunidade.

Especialistas em gripe também advertem contra o estoque pessoal de remédios antivirais.

Tamiflu e Relenza são duas drogas eficazes contra o vírus da gripe comum. O Tamiflu ou Oseltamivir, criado pela Gilead Sciences Inc e fabricado pela Roche, é uma pílula, enquanto o Relenza, da GlaxoSmithKline, também conhecido pelo nome genérico de Zanamivir, é inalado.

Os dois medicamentos tratam contra a infecção gripal, reduzindo sua gravidade e a duração da doença. Mas o tratamento, para ser eficaz, deve ser iniciado em até 48 horas após os primeiros sintomas.

Mas a pessoa comum não vai saber, precisamente, quando começar o tratamento. Muitas infecções parecem-se com a gripe, segundo a pediatra e imunologista Anne Moscona, do Weill Cornell Medical College, em Nova York.

Vírus e bactérias podem igualmente desenvolver resistência a remédios usados frequentemente. "Se você tiver Tamiflu em casa e o tomar para uma constipação ou para um vírus respiratório que não é a gripe, seremos incapazes de usar estes remédios quando encontrarmos uma versão fatal da gripe", disse Moscona.






quinta-feira, abril 02, 2009

pelos Enfermeiros e por todos nós!

Os enfermeiros começaram hoje, pelas 8h00, uma greve de dois dias para expressar "profunda insatisfação" pela ausência de uma nova proposta reformulada de reestruturação da carreira, segundo o sindicato que convocou o protesto.

De acordo com José Carlos Martins, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), a greve de dois dias vai realizar-se como protesto contra a ausência de uma proposta reformulada do Ministério da Saúde para a reestruturação da carreira destes profissionais.

O principal reflexo da greve deverá ser a paralisação dos serviços não urgentes nos hospitais e centros de saúde.

A precariedade no sector da saúde é um verdadeiro flagelo social!

Os quadros de pessoal de muitas instituições apresentam diversas realidades problemáticas: alguns estão insuficientemente dotados face às necessidades, outros têm graves carências de pessoal.


As instituições não têm admitido o número de profissionais necessários ao regular funcionamento dos serviços, ao invés, têm abusado do esforço sobre-humano dos mesmos enfermeiros, que diariamente fazem face à extrema carência, cumprindo milhares de horas para além do seu horário de trabalho.


É preciso relembrar que estes enfermeiros, a quem não se pode exigir mais, e que cumprem com zelo e responsabilidade a função social a que o Estado está obrigado, prestam cuidados de saúde, ironicamente, em condições precárias de segurança, higiene e saúde no trabalho.
Para além de tudo isto, os serviços têm ainda a desonestidade de dificultar o pagamento de trabalho extraordinário (realizado por necessidade de serviço), bem com o gozo de feriados e folgas de compensação.


Faltam no País muitos milhares de enfermeiros, mais de 36 mil, de acordo com o Sistema de Classificação de Doentes (e note-se que este sistema não existe em todos os hospitais) e, de acordo com o número de horas extraordinárias realizadas, acrescendo ainda o indicador, segundo o Organização Mundial de Saúde e a Ordem do Enfermeiros, para a área dos Cuidados de Saúde Primários, de 1 enf / 300 famílias.


Pelos Enfermeiros e pelos doentes, é importante apoiar esta causa...



terça-feira, março 24, 2009

a diabetes desconhecida

Devidamente tratada, a diabetes não impede o doente de ter uma vida perfeitamente normal e autónoma. Contudo, é fundamental que o diabético se ajude a si mesmo, autocontrolando a sua doença. Aliás, se o doente for determinado neste papel de autovigilância, a sua vida ficará muito facilitada.


Cerca de 395 mil portugueses desconhecem ter diabetes e muitos só são diagnosticados quando surgem complicações, revela o primeiro estudo nacional de prevalência da doença, apresentado hoje em Lisboa.

No total, mais de 900 mil pessoas em Portugal são diabéticas, indica o estudo, promovido pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia e Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), e integrado no Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Diabetes da Direcção-Geral da Saúde.

Luís Gardete Correia, presidente da APDP, explicou que a prevalência da diabetes na população portuguesa entre os 20 e os 79 anos é de 11,7 por cento, o que corresponde a 905.035 pessoas.

O estudo revela ainda que 5,1 por cento dos diabéticos não estão diagnosticados.

"É preocupante porque são pessoas que têm a doença, que está a evoluir, mas que muitas vezes só são diagnosticadas quando têm uma complicação" de saúde relacionada com a diabetes.

Comparando com outros países europeus, os números nacionais são dos mais elevados, mas Gardete Correia recordou que os dados da Alemanha e da Inglaterra já têm algum tempo, pelo que, se fossem actualizados, provavelmente ficariam ao mesmo nível das estatísticas portuguesas.

Este estudo foi desenvolvido de forma aleatória em 122 locais do país, atendendo à densidade populacional e zonas urbanas e zonas rurais, com uma amostra de 5.167 pessoas representativas do país inteiro.

A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos.

mais em http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1370631&idCanal=62

quarta-feira, março 11, 2009

Consultas sobre Saúde Nutricional gratuitas

Mês Europeu do Cancro Colo-rectal com apoio a doentes


No primeiro aniversário do Mês Europeu do Cancro Colo-rectal (CCR), a associação Europacolon dá mais um passo no apoio aos doentes de cancro do intestino criando uma consulta de nutrição gratuita. O principal objectivo desta iniciativa é informar e sensibilizar a população.

Já a partir desta semana, a associação disponibiliza um novo serviço direccionado aos doentes de cancro do intestino com consultas de aconselhamento nutricional gratuitas.




O objectivo é ajudar o doente a ter uma atitude saudável no seu dia-a-dia e promover os meios que aumentem a sua qualidade de vida. A nutrição é uma componente primordial no bem-estar do doente e contribui de forma significativa para um melhor tratamento da doença.

Para Vítor Neves, presidente da Europacolon Portugal “importa fomentar o desenvolvimento de processos clínicos de excelência no nosso país, em tudo o que à doença disser respeito, contribuindo para a melhoria dos cuidados médicos, apoiando a investigação, a formação e encorajando a evolução clínica, bem como continuar a promover os projectos de prevenção e educação junto da população”.

A criação de uma consulta de apoio nutricional, orientada para as necessidades específicas dos doentes de cancro colo-rectal, o cancro com maior incidência no nosso país, vem juntar-se a outras iniciativas de responsabilidade social desenvolvidas pela Europacolon Portugal.

Lista de espera

Destaca-se o lançamento de uma Linha de Atendimento (808 200 199) a doentes com cancro do intestino e à população em geral, em 2007 e a criação de consultas de acompanhamento psicológico em 2008. No entanto, o Ciência Hoje ligou para a linha e não havia ninguém disponível para prestar esclarecimentos e sugeriram uma lista de espera.

A associação pretende assim facultar informação sobre a doença, sintomatologia, áreas de risco, estratégias de prevenção, opções de tratamento, aos doentes, familiares e/ou cuidadores e profissionais de saúde.

“Enquanto Associação pretendemos apoiar o doente na percepção das repercussões da doença no seu dia-a-dia e o que poderá fazer para as minimizar,” disse o presidente.

Margarida Vieira, Nutricionista e Mestre em Nutrição Clínica, irá fazer as consultas presenciais, gratuitas, nas instalações da Associação às segundas e terças das 10h às 12h.

O Mês de Março é, desde 2008, o Mês Europeu de Sensibilização para o Cancro Colo Rectal. A Associação de Luta Contra o Cancro do Intestino apresentou esta iniciativa, no Parlamento Europeu com o objectivo de sensibilizar para o rastreio e o diagnóstico precoce como formas de prevenir a doença.

Sobre o Cancro Colo-Rectal

O Cancro Colo-Rectal é o segundo tipo desta doença mais comum na Europa Ocidental, logo a seguir ao do Pulmão nos homens e ao da mama nas mulheres. Mais de 417 mil pessoas são diagnosticadas, por ano, com CCR, na Europa todos os anos, com taxa de mortalidade superior a 50 por cento.

Em Portugal estima-se que existam mais de 6.500 novos casos por ano, o que equivale a dizer que morrem por dia mais de dez pessoas com esta doença. É o cancro com maior incidência em Portugal.

quinta-feira, janeiro 15, 2009

Portugal conseguiu reduzir a taxa de mortalidade infantil!

Portugal está classificado em dados internacionais como um dos países com menor taxa de mortalidade materna e infantil, realidade que Purificação Araújo, ginecologista e uma das fundadoras da Unicef portuguesa, considera muito positiva. A especialista explicou à Lusa que há pouco mais de 30 anos, morriam em Portugal 42,9 em cada 100 mil mulheres por complicações relacionadas com a gravidez e o parto, enquanto a mortalidade infantil era de 38,9 por mil nados vivos. Os valores de hoje estão muito longe desta realidade.





Em matéria de mortalidade infantil, por exemplo, segundo os últimos dados da Unicef, Portugal regista uma taxa de quatro mortes por cada mil crianças com menos de cinco anos, ao mesmo nível de países como a Alemanha, a Dinamarca, Espanha, França, Japão e Noruega.

Já no que respeita a mortalidade materna, a Unicef aponta agora para 8,0 (número anual de mortes de mulheres causadas por complicações decorrentes da gravidez, por 100 mil partos de crianças nascidas vivas).

Segundo Purificação Araújo, Portugal teve uma recuperação "fantástica" em pouco mais de 30 anos. O problema foi estudado e foram estabelecidas políticas de saúde com objectivos bem definidos.

Os valores de 1975, explicou, eram muito elevados para o nível dos países europeus e nessa altura o sistema de saúde concentrou-se numa estratégia e tomou como prioritário o programa de desenvolvimento da melhoria da saúde materno-infantil.

A implementação de um Sistema Nacional de Saúde, de centros de saúde, de vigilância pré-natal, o aumento dos partos em hospital e o planeamento familiar foram medidas que ajudaram a combater as elevadas taxas de mortalidade materno-infantil registadas em Portugal.



Humanizar parto... mas no hospital

Esta realidade prova, segundo a médica, que com uma aposta assertiva podem ser alterados os valores negativos.

Com a conquista desta etapa na história da saúde materno-infantil, adiantou, falta agora apostar na humanização dos serviços.

"Agora queremos mais qualidade nos serviços, maior humanização do clima técnico de um hospital que passa, por exemplo, pelo acompanhamento por um familiar", disse.

Este é, segundo Purificação Araújo, o caminho certo e não o regresso aos partos em casa como "algumas correntes têm vindo a defender".

"Qualquer parto tem de ser feito num local onde seja assegurado que perante qualquer complicação existe capacidade para uma intervenção cirúrgica rápida", disse.

O perigo em obstetrícia, frisou, surge de um momento para o outro e quando surge é sempre grave.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1356197&idCanal=62

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Feliz Natal e Excelente Ano Novo

Este ano deixo já as Boas Festas a todos os que visitarem o blog.
Assim desejo um Feliz Natal cheio de docinhos e prendinhas e que 2009 seja um ano próspero, feliz e recheado de coisas boas.

2008 foi um ano muito bom, apesar de muito trabalho, muita correria, posso dizer que foi um ano recheado, bem acompanhado com a familia( apesar de desejar que fosse mais) e com muita saúde, algum € no banco, com trabalho, comidinha no prato e um tecto para abrigar. Posso dizer que sou feliz, e que tenho o que preciso para o ser.
Nesta quadra dada a nostalgias fica sempre a mágoa de por vezes não poder ajudar mais os outros, e a tristeza de ver a indeferença que paira por este pais a fora.
Se possivel façam por realizar o sonho de alguém e para além disto lembrem-se sempre de ser felizes.
UM GRANDE BEIJO e FELIZ NATAL

segunda-feira, novembro 17, 2008

Grandes barrigas podem duplicar o risco de morte prematura

Ponha de lado as contas para calcular o Índice de Massa Corporal (o resultado da divisão do seu peso em quilos pela sua altura em metros ao quadrado), ou mesmo a balança e vá buscar a fita métrica. O seu perímetro abdominal será um dos mais fiáveis sinais de alarme para o risco de morte prematura, dizem os especialistas num estudo publicado ontem no New England Journal of Medicine que envolveu mais de 350 mil pessoas. Conclusão: Um “pneu” com mais de 120 centímetros num homem e 100 centímetros numa mulher significa que duplicou o risco de morte prematura.




O perímetro abdominal já estava claramente associado ao risco de doenças cardiovasculares e diabetes. Agora ficou unido ao perigo de morte. Mesmo que o seu IMC seja normal (entre os 18 e 25) e mesmo que não possa ser considerada uma pessoa obesa, se o seu pneu ultrapassar os 80 centímetros (nos homens) ou os 65 (nas mulheres) comece a preocupar-se, dizem os especialistas. A partir daí, os seus riscos começam a aumentar. Cada cinco centímetros a mais significa um aumento de 17 por cento de risco nos homens e 13 por cento nas mulheres.

“O nosso estudo mostra que acumular gordura em excesso na sua cintura pode colocar a sua saúde em risco mesmo se o seu peso for normal baseado no IMC. Não há muitas características no indivíduo que possam aumentar o risco de morte até este ponto, independentemente de fumar ou beber”, refere Elio Riboli, do departamento de Epidemiologia e Saúde Pública do Imperial College London, numa nota de imprensa sobre o projecto. O autor principal do artigo, Tobias Pischon, do Instituto de Nutrição Humana na Alemanha, acrescenta: “A gordura abdominal não é apenas um depósito de energia, mas também liberta substâncias que podem contribuir para o desenvolvimento de doenças crónicas. Esta será a explicação para a ligação”.

O estudo também avaliou o rácio entre a cintura e as ancas (dividindo as medidas da cintura pelas da anca) associando-o também ao risco de morte prematura. Tendo como coordenadas os resultados entre 0,78 e 1,10 nos homens e os 0,66 e os 0,98 nas mulheres, cada aumento na ordem dos 0,1 neste rácio foi relacionado com mais 34 por cento de risco de morte prematura nos homens e 24 por cento nas mulheres.

mais em http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1349906

sexta-feira, outubro 31, 2008

ruptura de aneurisma após praxe

Um aluno da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria sofreu a ruptura de um aneurisma cerebral, depois de uma praxe académica.
Questiona-se agora se a praxe poderá ter despoletado a ruptura do aneurisma, mas apesar dos receios da família, não está provada relação directa entre o incidente e o ritual.

A ruptura de um aneurisma pode acontecer em qualquer circunstância, mas as praxes podem provocar danos a quem tenha problemas de saúde, sejam aneurisma ou outros. Para quem está a entrar no meio a académico e quer fazer parte desta nova vida, e ainda por cima desconehce que tem problemas de saúde, é um risco que terá de correr, como tantos outros na vida...

Embora compreenda que a mãe esteja traumatizada com a situação, não concordo quando "adverte os outros pais para que, sempre que possível, evitem que os filhos andem nestas coisas"...

mais em http://jn.sapo.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=1036366


O que é um Aneurisma cerebral?
é uma dilatação anormal de uma artéria cerebral que pode levar a ruptura da mesma no local enfraquecido e dilatado.
Uma comparação de como se parece um aneurisma é a dilatação ou irregularidade da câmara de um pneu. Formam-se irregularidades na superfície da câmara e em um destes locais há ruptura da mesma com perda de ar sob pressão. Nos indivíduos que têm aneurisma cerebral há a ruptura desta irregularidade da artéria cerebral e "vazamento" de sangue para um espaço virtual que existe no cérebro chamado de "espaço subaracnóide".
A ruptura inicial de um aneurisma cerebral leva à morte quase um terço dos pacientes. Alguns pacientes apresentam dois ou mais episódios de hemorragia do aneurisma cerebral. Em cada uma das hemorragias o risco de morte vai se somando.

sexta-feira, outubro 24, 2008

A diabetes

Ser diabético nos dias de hoje não deverá ser encarado como um prenuncio de morte.
Muito pelo contrario... hoje em dia e com os avanços da ciência podemos quase afirmar que o diabético é igual a quem não é diabético, se assim quiser.
Não será fácil, e acredito que só com muita força de vontade se poderá ter um controle sobre esta doença...
Costumo dizer aos diabéticos que eles têm 3 amigos: alimentação equilibrada, exercício e medicação. Se respeitarem as recomendações chegaremos a valores desejáveis e teremos a diabetes controlada.
O utente com diabetes é uma pessoa normal como qualquer outra... no entanto precisam de mais auto-controle e nem sempre isso é fácil, pois a faixa etária dos diabéticos é mais elevada, o que faz com que por vezes a percepção das nossas recomendações não seja a melhor.
O exercício é o mais difícil de conseguir porque as limitações na mobilidade já se fazem sentir e uma das queixas é o não conseguir andar sem dor...
A alimentação costuma ser mais fácil de acertar, mas para isso as recomendações são dadas caso a caso pois os gostos pessoais influenciam uma dieta.
Em relação á medicação quando se trata de cumprir a tabela instituida não é dificil, mas quando se começa a falar em insulina o caso muda de figura....
O tabu de ser o fim de linha, o picar/injectar, traz muitas vezes o não quererem iniciar insulina.
É claro que é explicado todo o manacial de consequencias/problemas que advêm de uma diabetes mal controlada... mas nem assim se consegue que o utente com diabetes inicie insulina.
Muita coisa poderia falar aqui...com a diabetes existem muitos assuntos em discussão. Daria muitas páginas paraa escrever....
Beijinhos a todos....

PS.
relativamente a alimentação, vejam o artigo do Público:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1347776&idCanal=2100

quinta-feira, outubro 16, 2008

Carpe diem



Aproveitar a vida.

Carpe Diem é uma frase em Latim de um poema de Horacio, e é popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. É também utilizado como uma expressão para solicitar que se evite gastar o tempo com coisas inúteis ou como uma justificativa para o prazer imediato, sem medo do futuro.



Fica aqui o poema em Latim:

Carpe diem quam minimum credula postero.

Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi, quem tibi finem di dederint.

Leuconoe, nec Babylonios
temptaris numeros.

Ut melius, quidquid erit, pati.

Seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam, quae nunc oppositis debilitat pumicibus mare.

Tyrrhenum: sapias, vina liques et spatio brevi spem longam reseces. dum loquimur, fugerit invida.

Aetas: carpe diem quam minimum credula postero.

Tradução:

Colha o dia, confia o mínimo no amanhã.

Não perguntes, saber é proibido, o fim que os deuses darão a mim ou a você,

Leuconoe, com os adivinhos da Babilônia não brinque.

É melhor apenas lidar com o que cruza o seu caminho.

Se muitos invernos Júpiter te dará ou se este é o último, que agora bate nas rochas da praia com as ondas do mar.

Tirreno: seja sábio, beba seu vinho e para o curto prazo reescale suas esperanças.

Mesmo enquanto falamos, o tempo ciumento está fugindo de nós.

Colha o dia, confia o mínimo no amanhã.

Podemos sempre ser melhores. Basta pensarmos melhor.














Na vida não temos todas as oportunidades que queremos,
mas apenas aquelas que nos são dadas.


por isso não percas tempo

APROVEITA A VIDA... HOJE


domingo, outubro 12, 2008

QI versus QE

Experiência, conhecimentos técnicos e inteligência são requisitos fundamentais para qualquer profissional.
No entanto, no mercado altamente competitivo de hoje, são competências como a empatia e a auto-motivação que marcam a diferença no caminho do sucesso e estabilidade profissional. O conceito de “Inteligência Emocional”, surge assim, como algo imprescindível ao profissional de sucesso, aliada ao conhecimento e à competência técnica, mas marcando um diferencial no mercado de trabalho.

Assim, o que é mais importante: o Q.I. ou a Inteligência Emocional (Q.E.)?

O Queficiente de Inteligência e a Inteligência Emocional são capacidades distintas, mas não são capacidades opostas. O importante é saber articulá-las entre si, usando as emoções para facilitar a razão e usando a razão para gerir as emoções de um modo funcional. Na prática, e apesar de realidades independentes, há uma correlação entre o nosso intelecto racional e aspectos da inteligência emocional, o que torna relativamente raras as pessoas com alto QI e baixa inteligência emocional, e vice-versa. Assim, concluímos que sem a inteligência emocional, o nosso intelecto não pode dar o melhor de si e que o QI e o QE são parceiros integrais na vida mental.

Em concreto, que competências compõem a Inteligência Emocional?
- Auto-Conhecimento Emocional: saber reconhecer um sentimento enquanto ele ocorre, tomando consciência das suas próprias emoções;
- Controlo Emocional: capacidade de lidar com as próprias emoções, canalizando-as para uma manifestação adequada a cada situação;
- Auto-Motivação: direccionar emoções para objectivos determinados;
- Empatia: saber reconhecer as emoções nas outras pessoas;
- Relacionamentos: aptidão e facilidade nos relacionamentos inter-pessoais;


Podemos aperfeiçoar a nossa Inteligência Emocional?
O ideal é que a Inteligência Emocional seja desenvolvida logo a partir da infância, no meio familiar. No entanto, não sendo esta uma característica genética como QI, é possível ser aperfeiçoada durante toda a vida, inclusive na idade adulta. Identificando as suas principais “falhas” emocionais, poderá conseguir aprender a ser um melhor ouvinte ou a controlar as suas emoções, com algum treino e persistência.


Um simples teste de QI (quoficiente de inteligência) pode revelar-lhe algumas dicas preciosas para a sua vida futura. A orientação académica, as capacidades mentais mais desenvolvidas são, por exemplo, alguns dos resultados que um teste de QI lhe pode dar.

teste a sua inteligência aqui:

http://web.educom.pt/paulaperna/teste_qi.htm

http://clix.expressoemprego.pt/studio/iq_files/iq.asp?

quinta-feira, setembro 18, 2008

Alice no País das Maravilhas

"Alice no País das Maravilhas" chega ao Rivoli

Alice chegou ao Rivoli pelas mãos de Filipe La Féria para encantar miúdos e graúdos. A história da menina de imaginação fértil criada por Lewis Carroll foi transformada em musical e está, desde o passado Domingo, em cena no Grande Auditório do Rivoli, partilhando o palco com outra mega-produção do encenador, "Um violino no Telhado".


"Alice no país das maravilhas" é um espectáculo dirigido ao público infanto-juvenil, interpretado por actores, cantores e bailarinos do Norte. Sissi Martins, Mirró Pereira, Rogério Costa, Ruben Madureira e Bruna Andrade, entre outros, vão vestir a pele de coelhos que falam, lagartas que fumam, espelhos que reflectem inesperadas imagens e gatos risonhos. Tudo no mundo de fantasia governado pela terrível Rainha de Copas, que se depara com a fértil imaginação de Alice.

Esta obra-prima de Lewis Carroll é fruto de uma história narrada por uma amiga das suas irmãs, Alice Liddle, que na altura teria 4 anos. "Alice no País das maravilhas" foi publicado em 1865 sem ser especificado se era para adultos ou crianças e foi um sucesso fulminante. Em 1871 foi publicado o livro "Alice no País do Espelhos", sequência da obra.

O livro de Lewis Carroll, uma das obras da literatura inglesa com mais adaptações para cinema, televisão e teatro, chega agora ao Rivoli em forma de musical. Durante a semana as sessões das 10h30 e das 15 horas são destinadas apenas às escolas, no entanto, ao fim-de-semana e feriados, às 15 horas, o espectáculo pode ser visto pelo ao público em geral.


De 20 a 28 de Setembro de 2008 - RIVOLI TEATRO MUNICIPAL - Porto

1ª Plateia: 12,50€
2ª Plateia: 10,00€

segunda-feira, setembro 15, 2008

Lactobacilos: sabe o que são e para que servem?

Os lactobacilos são importantes para o nosso sistema digestivo e imunológico. Os chamados alimentos probióticos representam saúde e protecção ao organismo




Milhares de microorganismos vivos agem permanentemente em nossa flora intestinal e são responsáveis pela absorção dos nutrientes ingeridos através da alimentação. Esses "bichinhos" melhoram a integridade da parede intestinal e assimilam alguns nutrientes importantes para o organismo, como o cálcio e o ferro. De nada adianta seguir uma alimentação saudável se a flora intestinal não estiver sadía.

Alimentos como o leite, iogurte, queijo fresco e a coalhada, são fundamentais no nosso dia-a-dia, porque contêm o melhor dos probióticos: os lactobacilos vivos, os mesmos do leite fermentado.

Pesquisas mostram que os lactobacilos equilibram o funcionamento intestinal, impedem a multiplicação de bactérias nocivas, inibem a produção de toxinas, melhoram a digestão, fortalecem o sistema imunológico, além de prevenir o cancro do colón - localizado no intestino grosso.

Seguem algumas dúvidas mais frequentes sobre esses alimentos.

Nós já possuímos esses microorganismos no nosso intestino: então, qual a importância de ingeri-los através de nossa alimentação?
A flora intestinal é composta por um equilíbrio dos lactobacilos bons e maus. Ou seja, temos um conjunto de muitas espécies de bactérias que, quando estão equilibradas, não causam problemas à saúde, mas, caso contrário podem provocar doenças, alergias. Os microorganismos considerados bons (lactobacilos ou probióticos) devem ser maioria no intestino. Entretanto, vários motivos levam à morte desses microorganismos benéficos como, por exemplo, estresse, doenças intestinais, uso de antibióticos, envelhecimento. Por isso é importante ingerirmos esses alimentos e assim renovarmos nossos microorganismos.

Você sabe quais são os benefícios dos lactobacilos?
Eles tendem a melhorar e regular todo o funcionamento da flora intestinal, além de combater as substâncias tóxicas e causadoras do cancro. Não só fortalecem o sistema imunológico, como minimizam os efeitos colaterais provocados por antibióticos - que desequilibram o intestino.

O que ocorre quando os lactobacilos chegam ao intestino?
Como são resistentes, para chegar inteiros ao intestino vão acidificando o ambiente e assim dificultando a permanência dos microorganismos patogénicos, causadores de doenças no estômago e intestino. Esse ambiente ácido facilita a absorção dos minerais e das vitaminas, tão importantes ao organismo. Outra função é ajudar a manter íntegra a parede do intestino, o que permite que todos os nutrientes sejam absorvidos adequadamente.

O que é o leite fermentado e quem pode consumi-lo?
É todo produto que coagula e diminui o pH do leite, por fermentação láctea, por meio de microorganismos. Nos frascos encontrados no mercado existem variações de lactobacilos, como o Lactobacillus Casei e Bifidobacterium. Qualquer pessoa pode consumir estes alimentos depois da fase do desmame. Quanto maior a frequência, melhor a manutenção da flora bacteriana e a ingestão de cálcio, pois o leite fermentado é fonte deste mineral. E, para quem costuma ter desconforto após ingerir leite, uma boa notícia é que nesses produtos a lactose já vem processada, ou seja, o individuo não precisa digeri-la no organismo, diminuindo assim os sintomas dessa intolerância.

Qual é a quantidade diária ideal que devemos ingerir de alimentos probióticos?
Uma diária de leite fermentado e o consumo de queijos frescos, iogurtes, coalhadas - são suficientes para proteger o organismo contra os factores que desequilibram a flora intestinal. Essa quantidade é o bastante para proteger organismo e ficar mais resistente às bactérias e a qualquer tipo de infecção. Entretanto, é bom evitar o consumo excessivo desses produtos, que podem causar um desconforto intestinal, além do excesso de calorias que pode prejudicar o seu processo de eliminação de peso.

quinta-feira, setembro 04, 2008

Centro de saúde vira hotel....

No outro dia aconteceu uma situação super caricata, que nem em altura de Queima das fitas ou latada me tinha acontecido...vão já perceber porque!!!
Dia de trabalho normal e estou com utentes agendados para fazer consulta de pés a diabéticos.
Para além disso e nos intervalos vou fazendo situações que apareçam sem estar agendadas.
Ok, até aqui tudo normal.
Falta o primeiro utente e eu avanço com o serviço. Passada uma hora aparece um administrativo a informar que o utente em falta acaba de chegar. Eu já danada, pois era a 2ª falta dele e pronta para lhe puxar orelhas, vou ter com o Sr. a saber o que se passara e tentar marcar de novo, pois ja era tarde e já tinha mais utentes á espera. Á primeira palavra dele e eu ia caindo para o lado...bebado que nem um cacho...e eu a pensar: se o mando embora vai haver chatices, o melhor é despacha -lo e pronto.
Assim passado um pouco entra o Sr e eu inicio a consulta...tudo certinho até ao fim. No meio da conversa ele sempre a dizer que está de carro, que veio a conduzir de Madrid e eu a imaginar o que fazer para não o deixar ir assim...nada mais nem menos, massagem no pés para terminar, recosto marquesa, apago rádio, luzes, fecho persiana, subi grades, e o Sr nem ai nem ui....
Esteve duas horas a dormir, ressonava que parecia um comboio....e no final nem se lembrava de nada.

Agora digam lá se não é de uma pessoa se passar com estas irresponsabilidades!!!!
Como é que anda a conduzir bebado que nem um cacho???????...
E depois sorte dele nem é apanhado pela policia.
Enfim, mas fiquei de consciencia tranquila, ao menos sempre ia mais sobrio...

quinta-feira, agosto 21, 2008

A dieta dos crus




O regime à base de alimentos crus tem cada vez mais adeptos. Saiba o que os leva a tomar esta opção e o que pensam os nutricionistas «Sinto que estou a limpar as toxinas acumuladas ao longo dos anos e que o meu corpo caminha para um equilíbrio. Deixei de me sentir inchada. Perdi e continuo a perder o peso que tinha em excesso, de uma forma gradual.» «A minha pele está mais luminosa e macia. Os meus intestinos funcionam como um relógio suíço. Tenho menos fome e vontade de comer. Raramente me apetece consumir doces.» «Sinto-me com mais energia e, nas situações de stress, não vou abaixo com tanta facilidade.» As palavras poderiam ser de um anúncio publicitário, mas pertencem à realidade. Olga Silva, 33 anos, abandonou o fogão para iniciar uma dieta rigorosa, onde os alimentos cozidos são substituídos por refeições à base fruta fresca e seca, vegetais, rebentos e algas. Após quatro meses, garante estar «a adorar esta alimentação», baseada na preservação das enzimas e nos seus benefícios para o organismo.

Dieta de estrelas

O conceito, conhecido como The Raw Food Detox Diet (A Dieta Desintoxicante dos Alimentos Crus), deixou de ser uma prática dos hippies dos anos 60 para atrair cada vez mais adeptos em todo o mundo, em especial entre as vedetas americanas. Actores como Woody Harrelson, Demi Moore e Alicia Silverstone são algumas das figuras de Hollywood rendidas à dieta dos alimentos crus. Segundo a imprensa internacional, a estilista Donna Karan perdeu 20 quilos graças a este regime alimentar. Alguns países europeus já têm restaurantes inteiramente dedicados a este tipo de dieta e em cidades americanas como Nova Iorque, Los Angeles e Chicago, os restaurantes de raw food tornaram-se a última moda.

Experiência positiva

Em Portugal, esta vertente de vegetarianismo ainda tem pouca expressão. No entanto, quem segue a dieta considera que se sente mais saudável graças à ingestão do que chama de «alimentos vivos, leves e ricos em enzimas», incluindo rebentos de várias variedades (lentilhas, feijão mungo e alfafa) que são muitas vezes germinados em casa por quem pratica este tipo de dieta. No caso de Olga Silva, a mudança foi gradual e aconteceu depois de participar num programa de desintoxicação alimentar de 40 dias: «Só ingeria sumos e smoothies (preparados com a liquidificadora) e senti-me tão bem e leve, tão centrada em mim que só queria voltar a recuperar aquele bem-estar físico, mental e espiritual.» «Em Outubro de 2007, retomei esta alimentação, começando com uma percentagem de 50/50 (metade cru, metade cozido). Iniciei, também, a prática de Kundalini Yoga, um sistema integral que pratica 22 diferentes ramos do yoga num único sistema.» «Este sistema foi fundamental», sublinha. «Desde Janeiro deste ano [2008], passei a cerca de 90/100 por cento à base alimentos crus», acrescenta ainda.

Prós e contras

A nutricionista Carla Vasconcelos confirma que «ao evitar cozinhar os alimentos acima de 45 graus, as enzimas são preservadas e podem ficar disponíveis para ajudar nos processos digestivos do organismo. Da mesma forma que são protegidos alguns nutrientes termoláveis, principalmente, vitaminas», tal como alegam os seguidores da dieta dos crus. No entanto, o conceito não é pacífico e são raros os especialistas em ciências alimentares que aconselham este tipo de dieta. Apesar dos benefícios, a especialista defende que «uma alimentação à base de alimentos vegetais crus se torna restrita em alguns nutrientes como proteínas de alto valor biológico (de origem animal), que contêm aminoácidos essenciais, e também em hidratos de carbono e gorduras». Perigos ocultos Na opinião da nutricionista, não só ficarão a faltar ingredientes essenciais, como o consumo de alimentos sem cozedura pode ser perigoso para a saúde: «Os adeptos desta dieta acreditam que ajuda a desintoxicar o organismo». «Mas não me parece que seja tão linear, pois os alimentos ficam mais expostos a microrganismos prejudiciais. Há, portanto, um maior risco de ingestão de alimentos contaminados com microrganismos nefastos e de não satisfazer as necessidades nutricionais», refere. Exemplo disso são os espinafres e a beterraba, ricos em nitratos e enzima nitrato-redutase. «Estas substâncias podem provocar metahemoglobinemia, especialmente perigosa nas crianças, causada pela oxidação do ferro da hemoglobina ao estado férrico, que não é funcional», explica. Os defensores desta dieta afirmam, contudo, que é possível evitar o risco de intoxicação e de insuficiência alimentar. O segredo passa, acreditam, por uma mudança em quatro fases. Só na última etapa, é que a dieta «elimina» os produtos de origem animal e passa a 80 a 100 por cento de alimentos crus. Saiba que... Um dos principais rostos deste conceito é Charlie Trotter, autor de vários livros da chamada culinária a cru e apresentador de «The Kitchen Sessions with Charlie Trotter», no canal televisivo PBS. Proprietário de um restaurante em Chicago, este chef revelou, em entrevista à revista «Época», o segredo das refeições a frio: «Os sabores dos alimentos crus são muito limpos, puros e directos. (...) Se servir o menu inteiro só de crus e não disser nada, a pessoa nunca vai adivinhar. Na verdade, sentir-se-á óptima, mais leve e lúcida. Precisará de menos horas de sono e a sua pele ficará mais elástica.»

10 mandamentos fundamentais
Os conselhos dos defensores da alimentação a cru:

  • Conheça a origem e a qualidade dos alimentos que consome.
  • Saiba quais os aditivos químicos presentes na sua alimentação.
  • Substitua os alimentos como a carne, por «alimentos preservadores da vida», como a fruta e os vegetais.
  • Combine, pelo menos, três alimentos diferentes em cada refeição.
  • Substitua as bebidas cafeinadas por chás herbais ou, de preferência, água.
  • Prefira produtos lácteos de cabra ou ovelha, mais facilmente digeridos. Pode também optrar por bebida de soja ou de arroz.
  • Coma quando está relaxado e mastigue bem os alimentos.
  • Use mel, xarope de ácer ou malte de cevada, em vez de açúcar refinado. A comida com açúcar tende a criar muito stress para o organismo.
  • Experimente pão à base de centeio, milho ou até de arroz. Se tiver de comer trigo, prefira o integral.
  • Aposte nos smoothies (comida passada pela liquidificadora). Permitem comer mais em menos tempo e ajudam o estômago a digerir os alimentos.

Fonte: www.tonysamara.org

Texto: Fátima Lopes Cardoso com Carla Vasconcelos (nutricionista)

quarta-feira, julho 09, 2008

Noites e veladas...

Estou a trabalhar...estou a fazer turno da noite, mais conhecido entre nós por velada.

Já está tudo a dormir, tranquilo e sereno.

A medicação preparada, registos feitos e a 1º voltinha dada ( muda de fraldas e posiciconamentos). Pois é, que ser enfermeiro não é ficar a ver trabalhar...os doentes precisam de ser colocados a limpo, deve ser feito alternância de posicionamentos, dar água, fornecer arrastadeiras ou afins, auxiliar a ir ao WC. Agora descansar as pernas...que daqui a pouco é outra vez a corrida contra o tempo. Ainda por cima com uma Sra para deixar prontinha para ir para a dialise. Aproveito e ponho os mails em ordem e escrevo mais um pouco no blog...que tem estado uma pobreza só... Antes de sair já dei medicação, avaliei sinais vitais e claro a bela da troca de fraldas...
Hoje vou ter uma noite tranquila, isto se não se lembrarem de começar aos gritos e a chamar. Os colegas do outro serviço ainda não pararam, pois ouço a campainha a todo o instante. Tiveram cirurgias e os utentes precisam de mais cuidados...
Enfim...esta é uma das muitas noites que passo a cuidar dos utentes....
Beijos

domingo, julho 06, 2008

Já não escrevo há tanto tempo...
Tenho o tempo super ocupado. Arranjei um 2º emprego, um ginásio onde ir fazer exercicio, e para não falar do meu trabalho normal. Claro que não esqueci familia e vida social ( á pois... o meu pezinho de dança não falta, e sexta feira que se preze tem de acabar com um pé de salsa, kisomba e afins....).
Estive 15 dias de férias e para não variar decidi ficar na Figueira da Foz - asneira...as tardes foram para esquecer, com vento e frio a impedir "lagartar" ao sol. Decidi para o ano escolher outro local para férias, senão não aproveito nada.
Enfim, mas bronzeada q.b. regressei à rotina do dia-a-dia.
Espero ter tempo e vontade de ir postando mais...
Beijinhos

quarta-feira, dezembro 26, 2007

Boas Festas

Uiiii com tanto trabalho esqueci-me de colocar a tradicional mensagem de BOAS FESTAS.
Nunca é tarde e apesar do Natal já ter passado fica aqui os votos de um excelente Ano Novo, com a esperança de o vosso Natal ter sido excelente. O meu foi muito bom, em família, com muita gargalhada e boa disposição, prendinhas q.b., muita comidinha(ai lá vou ter de fazer mais horas no ginásio...que com esta brincadeira devo ter engordado uns quilinhos)...e pronto....muito espirito natalício pelo meio.
Espero que o Ano Novo que se aproxima a passos gigantes seja pelo menos igual a este ( que não foi nada mau), e que possa dizer em Dez de 2008 que venha mais um...
BEIJOS a todos e um Santo e Feliz Natal e um 2008 GRANDIOSO.

quinta-feira, setembro 20, 2007

Alta Segurança

Bo leva pra julgamento
Pa tribunal de sentimento
Nha coraçon condenado
A prisão perpétua
Bo leva pra julgamento
Na tribunal de sentimento
Se sabe quale foi
Crime que cometi
Bo trata pa criminoso
Pa modo di cre bu cheu
Imagina será olho
Isolar nha amor
Na prisão de alta segurança
Fica preso na bu lábios
Vidrado na bu andar
Mas escravo de bu olhaR
E di bu maneira
Sentença foi pesado
Bo condena a fica
Preso na bu corpo
Pa eternidade
Ma na alta segurança
Poe amor
Sem puder se afugar
Justicia foi injusto
Pra nós
E justamente
Apresentar nha pessoa
Como eu
Inocentemente...
injustamente...
Justicia foi injusto
Pra nós
E justamente
Apresentar
Nha pessoa como eu
Inocentemente e culpado
Falei de amor
Oh justicia foi injusto

Philipe Monteiro

esta musica é linda....e para mim muito especial. Fico arrepiada sempre que a ouço...loucos meses de aventura. E que saudades...

quarta-feira, agosto 29, 2007

Ai que saudades...

TEM DIFERENÇA

Que diferença da mulher o homem tem
Espera aí, que eu vou dizer meu bem
É que o homem tem cabelo no peito
Tem o queixo cabeludo, e a mulher não tem ( BIS )

No paraíso um dia de manhã
Adão comeu maçã
Eva também comeu
Então ficou Adão sem nada
Eva sem nada
Se Adão deu mancada
Eva também deu
Mulher tem duas pernas
Tem dois braços, duas coxas
Um nariz e uma boca
E tem muita inteligência
O bicho homem também tem do mesmo jeito
Se for reparar direito, tem pouquinha diferença

REPETE

Olha mestre nao sei nao heim, eu acho que a diferença tá no sapato
No sapato, não acho, essa fruta ai minha filha eu faço doce no tacho,
a mulher tem de ser femea e o homem tem de ser macho....

luiz gonzaga e gal costa

Bem esta musica foi a companhia de inúmeras viagens....fantástica, muito divertida e que demonstra a diferença entre os homens e mulheres, hehehhe, será no sapato mm????ou será no tacho????

podem ouvir em http://www.luizluagonzaga.com.br/participacoes_cantando/21.htm
bjs

segunda-feira, agosto 06, 2007

Mais uma tragédia nas nossas estradas

Infelizmente, e atraves de um blog amigo, soube da notícia de mais um jovem ( 18 anos) que perdeu a vida ao volante de um carro. As causas destes desastres são inúmeras, mas entre elas o sono e o alcool, bem como substâncias nocivas, que estão na pole position, poderiam ser evitadas muitas das vezes. O ter o cuidado de não beber ao sair para uma noitada, ou ter alguém no grupo que tome a responsabilidade de conduzir sem alcool, ou ao sentir sono parar o carro e descansar ...enfim, pensar em alternativas para não viajar entregue ao destino. Conduzo ha cerca de 10 anos e nunca viajei após ingerir alcool, ou melhor ao lembrar-me que ia conduzir não bebia - a água, tão aclamada no meio dos salseiros, é uma maravilha - mas, mea culpa mea culpa, já conduzi ensonada e posso dizer que não é boa solução. Agora já sei que o melhor é mesmo dormir e seguir viagem quando estiver descansada, pois a vida é bela demais para ser desperdiçada com uma tolice destas. Felizmente nunca tive nenhum acidente e espero não ter pois bem sei que não ponho só a minha vida em risco como a dos outros.
Vale a pena pensar nisto...
Beijos a todos

quinta-feira, julho 05, 2007

De volta!

Estou de volta depois de tantos meses ausente...o tempo, a paciência não têm sido muitas para escrever neste blog.
Desde Janeiro aconteceram muitas coisas. A inauguração da USF BRIOSA - nome escolhido por alusão á cidade ( a Académica é conhecida pela Briosa), mas também porque os profissionais que trabalham nesta equipa o fazem com BRIO, e mais importante porque são as iniciais do nosso projecto de trabalho - correu lmuito bem, com visita de Ministro e tudo...foi uma azafama para ter tudo lindinho.
Muitos empurrões e barreiras têem vindo a ser a constante destes 14 meses, mas felizmente ainda não conseguiram dividir e reinar...Uma equipa coesa faz a diferença...
Enfim.
Mas em todo caso, recuperei o animo, perdi 5 kilos...hehehe, já fui de férias e estou toda bronzeada.
Agora aproveitar fins de semana para a praia, sim! porque apesar de estar com uma corzinha tive meia duzia de bocados (manhas ou tardes) na praia, e só agora é que chegou o verao...fiinannlllmeeennnttteee.
Fui ao Encontro em São Pedro de Moel...muito bom. SALSAR todo o fim de semana, sempre a bombar e muita música africana pelo meio.
As coisas até nem têm corrido mal...bem apesar da minha casa meter água e de andar às cabeçadas com a administradora ( isto agora é o meu provocador de insónias)...e eu que gostava de fazer uma mudança radical em casa, mas assim não dá.
Escrevi muito
Xau
JOCAS a todos
COMENTEM

terça-feira, janeiro 30, 2007

Esta semana está a passar a correr. E ainda bem...Assim, depressinha chega o fim de semana, se bem que este vai ser passado a trabalhar. Quantas horas demos à Unidade para que tudo possa correr sobre rodas, e está a ficar linda e muito funcional. Segunda feira teremos inauguração formal com visita de Estado, direito a TV e imprensa, daí que tudo seja finalizado no fim de semana para estar á altura de todos os visitantes, hehehe vai ser giro...os velhotes a irem todos a unidade para aparecer na TV . O que vale é que está no segredo dos deuses a hora de se colocar passadeira vermelha.... a ver vamos. Espero que tudo corra muito bem para dar a imagem que nos pretendemos transmitir...competencia, funcionalidade, personalização, enfim um rol de competencias que a unidade vai ter de ter para poder ir em frente. Posto depois as noticias fresquinhas nesse dia... na minha hora de relax estava de pesquisas na net, e encontrei este video ao andar a passear no Hi5...está tão engraçado.

Cliquem e digam o que acharam

http://www.youtube.com/watch?v=rSnjhBQAEfg


Beijos
Postem muito

terça-feira, janeiro 23, 2007

Diagnosticado...preguicite aguda.
Pois é, não era de estranhar este diagnóstico, mas chegou a confirmação... caso agudo de preguiça. Não consigo fazer nada. Exercicio (ginasio), aulas de dança do ventre, trabalhos escritos (relatórios e afins...) está tudo em standby. Estou numa fase em que so me apetece chegar a casa, tomar um banho e estender-me na cama. E faço isso. Vejo um pouquito de TV e mais nada...
Nao sei nao...se isto continua assim estou frita, já ganhei peso e barriga, e os meu trabalhos ficam mesmo até aos prazos limites de entrega, e se puderem ser para o dia a seguir tanto melhor.
Ajuda precisa-se...motivação falta.
Não, nao estou depressiva, apenas cansada...muito cansada.
Os fins de semana passam a correr, o serviço muito exigente psiquica e fisicamente, enfim uma vida stressada.
Ricas férias q ainda estão longe....
Bem aceitam-se sugestões...
beijos

domingo, janeiro 07, 2007

“Traçadinho”

Vejo a lua duas vezes
E o céu a abanar
Que diabo aconteceu
Como é que aqui vim parar

As pernas estão a tremer
Isto agora vai ser bom
Queria cantar um fadinho
Mas não acerto com o tom

Desta vez estou mesmo à rasca
Vou-me pirar de mansinho
Não volto aquela tasca
Não bebo mais traçadinho

Tenho a guitarra partida
Esta noite é p’ra desgraça
Não conheço esta avenida
Afinal o que se passa

Esta vida é de loucos
Esta vida é ir e vir
Porque um homem bebe uns copos
Começa logo a cair...

Hoje a caminho de casa vinha a ouvir radio e sai esta musica fantastica... lagrimas rolaram pela face....que saudades da minha epoca de tunante... tempos super divertidos a cantar e a tocar, percorrendo varias cidades deste país...mesmo muitas saudades do tempo de estudante coimbrã, envolta na mais mágica tradição académica. Ainda guardo com carinho a minha capa negra e a minha pasta académica...ainda voltarão a ser usadas????!!!!! Porque quero ficar sempre estudante....
beijos

quarta-feira, dezembro 20, 2006

BOAS FESTAS

Olá amiguitos... não escrevia algum tempo...
sem muito para dizer e sem jeito para escrever, é dificil ser assidua neste blog, mas aproveitei a época, em que estamos a entrar, para retomar as palavras e escrever algo .
Entao vai: que este Natal seja portador de muitas alegrias, de muitas novidades boas, cheio de cheiros e sabores, cheio de cores e claro muitas prendinhas. Um Natal em festa, com casa cheia de gente linda...
Aproveito para deixar também os votos de boas entradas com excelentes saídas, e que 2007 seja o primeiro do melhores anos da vossa vida.
Miguitos sejam felizes. Um beijinho muito grande e please comentem...

segunda-feira, novembro 06, 2006

Como vai você
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber
Como vai você
Que já modificou a minha vida
Razão da minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você
Como vai você
Que já modificou a minha vida
Razão da minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você

(Daniela Mercury)

Uma das minhas saudosas musicas brasileiras... obrigada amigo
beijo